FIMAN vai abrir espaço para inovação, do campo à indústria!

Agronegócio Cultura


Abrir espaço para a inovação tecnológica do setor, do campo à indústria, é a mais nova meta, entre as já consolidadas da Feira Internacional da Mandioca, a FIMAN, que realizará sua segunda edição em novembro de 2018.
Esta foi a principal decisão tomada na reunião realizada na manhã desta quinta-feira (30), na sede da Sociedade Rural do Noroeste do Paraná, entre representantes das entidades que estão organizando o evento: Associação Comercial e Empresarial de Paranavaí (ACIAP), Prefeitura de Paranavaí, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Sindicato Rural de Paranavaí e Centro Tecnológico da Mandioca (Cetem), além da SRNP.
Caberá ao CETEM, através do diretor Claodemir Grolli, encaminhar as negociações com o grupo que está trabalhando para a implantação em Paranavaí do Parque Tecnológico Agro + I (Agricultura e Inovação) de Mandioca e Fruticultura. Este Parque vai reunir representantes governamentais e da iniciativa privada e vai ter uma ampla atuação na cadeia produtiva da mandioca, do campo à indústria.
O grupo de trabalho também decidiu intensificar os contatos com instituições públicas e privadas que apoiaram a primeira edição para renovar a parceria. Novas parcerias também serão negociadas.
A empresa contratada para organizar a FIMAN já começou a comercialização de espaços no Parque Costa e Silva onde novamente será realizado o evento.
FIMAN – A FIMAN será realizada de 20 a 22 de novembro do ano que vem. O objetivo é aumentar a participação de empresas expositoras, passando de 70 para 100, fomentar a vinda de empresas e comitivas de mais países, chegando a 20 (a primeira foram 11 países) e ampliar o público visitante de 3.500 para 5 mil.
A expectativa é que com este incremento também ampliem os negócios a serem realizados na Feira. Na primeira edição constatou-se que a comercialização atingiu cerca de R$ 50 milhões e havia expectativa de outros R$ 50 milhões em negócios prospectados na FIMAN.

1 thought on “FIMAN vai abrir espaço para inovação, do campo à indústria!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *