" OS NOSSOS HORIZONTES " – Crônica de Antonio Placido ( Nico ) Vendramin

Cultura Opinião

Como os pontos cardeais , Paranavaí apesar de estagnar por um bom período , no seu tempo na densidade demográfica , ficando na casa dos 80 mil habitantes , perdendo para muitas cidades paranaenses , não precisamos citar nomes , pois a lista seria longa . Pois não alterando muito o numero de habitantes , observamos que o seu espangir físico , ampliou o seu quadrante , seguindo nas quatro direções , incluindo na vertical belos edifícios , pujantes loteamentos preenchendo os espaços , a fúria de um povo . Para que a coragem e a vontade de uma Paranavaí com as luzes acessas, ampliem os seus reflexos , necessitamos de posições reais e com objetivos coletivos, para o novo ano que se inicia que é de fundamental importância para nossas vidas . O nosso dia a dia depende única e estritamente do que decidimos fazer no curto espaço de tempo, ficarmos parados esperando acontecer ou buscar o perfil de quem vai nos representar , na Assembleia Legislativa Estadual e no Congresso Nacional , discutir politica sem radicalismo e ideologias , deve fazer parte dos nossos dias , pode até ser os nomes já ventilados , mas quem tem que resolver como votar é o cidadão , para não deixar por vontade própria ou decisões de grupos ou terceiros , para depois não pagar um preço tão alto pela omissão . O tempo passa rapidamente , o espaço perdido com certeza foi aproveitado por outros , precisamos ter nossas representações de verdade chance teremos . Nossos filhos não podem esperar novas estagnações .
Não estaremos procurando corrigir efeitos e problemas quando deveríamos eliminar as causas .
Do nosso equilíbrio depende toda vida na terra .
Desejo a todos um FELIZ ANO NOVO , com muita luz e trabalho .
Antonio Placido ( Nico ) Vendramin .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *