Vai fechar o TEMPO nos três Estados do Sul!

Tempo

*SEVERIDADE A CAMINHO*
A partir de agora se você se localiza no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, sudoeste do Paraná e nas áreas identificadas do Paraguai, Uruguai e Argentina, é preciso atenção em relação as condições meteorológicas.
Durante as próximas horas, prevê-se que o desenvolvimento da convecção explosiva ocorra inicialmente entre o norte da Argentina, noroeste do Uruguai e centro-oeste do Rio Grande do Sul. Posteriormente as tempestades se propagarão para norte ao longo da madrugada influenciando Santa Catarina (principalmente o centro-oeste do estado), província de Missiones na Argentina e sul do Paraguai, podendo alcançar também a região sudoeste do Paraná entre a madrugada e manhã da quinta-feira.
Embora a maior chance de severidade se concentre na região identificada no mapa (incluindo o risco de eventos tornádicos), não dá para descartar a ameaça severa nas demais localidades referenciadas acima.
[10:44PM 14/03/2018] miguel gomar: ATENÇÃO – ALERTA | A MetSul reitera o seu alerta de tempo severo para o Sul do Brasil nas próximas horas. Poderosa linha de tempo severo cruzará pelo Rio Grande do Sul entre a noite de hoje e a manhã desta quinta-feira com chuva forte a torrencial em muitos locais (+100 mm em poucas horas em alguns pontos), granizo de variado tamanho (até grande) e vendavais. Essa linha atinge Santa Catarina nesta quinta e enfraquece muito ao avançar pelo Paraná.
A MetSul considera esse um quadro perigoso de tempo severo pelo alto risco de eventos localizados de maior severidade com alta probabilidade de danos e transtornos. Projeção do modelo WRF desta tarde (disponível em alta resolução a assinantes em metsul.com) e que ilustra esse post mantém a instabilidade muito intensa no Rio Grande do Sul e Santa Catarina.
Todas as regiões gaúchas têm risco de tempo severo, mas esse é maior no Oeste, Centro e Norte do Estado. Porto Alegre e região devem ser atingidas pela instabilidade na madrugada. Estimamos, agora, em algum momento entre 3h e 6h da manhã de quinta na região metropolitana a chegada da instabilidade mais forte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *