Opinião, Tendência

“Seo Maurício Gehlen tem capacidade de sobra para fazer o renascer da Fênix”

Gaúcho das campanhas do Alto Uruguay, da Sarandi, que na infância dele alfabetizava seus filhos e filhas em português e alemão, deixou o Rio Grande do Bento Gonçalves, o Rio Grande de Getúlio e do Caudilho, o Rio Grande do Sul para fazer sua primeira fortuna; A Família da sua descendência! E aqui, Paranavaí, e na região ele tratou de fazer florescer sua própria essência – QUE NA VISÃO DE MUITOS FEITO EU, SABEM QUE ELE FEZ, FAZ E VAI FAZER SEMPRE PROGREDIR Á LUZ DA PROBIDADE E ENSINAR AOS DE BOAS INTENÇÕES!

Maurício Gehlen não é pessoa que ”apenas por quê o mercado do peixe cheira mal, que ele tenha que aceitar ou se acostumar com o mal cheiro”

A chance é de toda a gente de nós!

A antiga Associação Comercial de Paranavaí, por décadas fez o “norte” das bússolas de quem aqui queria apostar sua juventude, fazer família, crescer, desenvolver seus negócios…e muitos vieram trazendo a ”fortuna da cara, coragem e honestidade”, mas sem ana nenhuma na gibeira!

A ACIP, que é a ACIAP de hoje era de encher salões feito os do CTG, do CAMPESTRE, HARMONIA, dentre outros, para as reuniões de final de ano…os comerciantes iam cansados, mas lotavam as mesas para ouvirem as palavras de ordem de seus representantes…

Certa feita, logo após criarem e instalarem o E.C.A. [Estatuto da Criança e do Adolescente] um bando de piás atormentavam os comerciantes, fazendo ameaças na porta dos Cafés, como do finado Juvenal [Bar e Restaurante dos Viajantes-Marcão], no Bar do Chozu e no Bar da Pedra [Moacir e Sidalino] e da saudosa Dona Jurema, que era o primeiro cafézinho que se coava aqui na cidade (as 5 e meia da manhã já cheirava café coado lá perto do Fórum)
e o primeiro a entrar, todos os dias era o falecido Fahad Smail [Alláh yerhamo] e a molecada avisava que ”podiam fazer e acontecer”…até que num Sábado de Aleluia, eles colocaram fogo na SApataria São Pedro, do Nezão Spigolon e família, de noitinha e um desses menores morreu queimado lá dentro..e a cidade CLAMAVA POR JUSTIÇA!

Sabem donde e quem foi a instituição a levantar a bandeira da cobrança de mais austeridade e justiça???? A ACIP, a ASSOCIAÇÃO COMERCIAL E INDUSTRIAL DE PARANAVAÍ!

Nós nos movemos e a ACIP CONVOCOU TODAS AS AUTORIDADES DE PARANAVAÍ – “SEM EXCEÇÃO”, e alguns vieram na soberba e tiveram que baixar a pressão elegantemente ”meio na marra!”

A ACIAP PODE RESSURGIR O CLUBE DOS DIRETORES LOJISTAS – PARA VALORIZAR E FAZER OUVIR O COMÉRCIO DE VAREJO QUE É MACRO EM NOSSA ECONOMIA!

TRINTA ANOS ATRÁS, QUANDO JUNTAVA ASSOCIAÇÃO COMERCIAL, AS LOJAS MAÇÔNICAS [Eram Acácia do Norte II, minha Loja-mãe, e a Vale do Ivaí] E O ROTARY, PARA RESOLVER UMA SITUAÇÃO POPULAR, PODIAM OS ADVERSÁRIOS SAÍREM DEBAIXO!

Fazíamos as Festas das Nações, ”no puro peito” e a ACIP nos socorria e fazia a PUBLICIDADE..o LIONS CLUB Paranavaí FICOU FAMOSO BRASIL AFORA COM AS FESTAS DO CARNEIRO NO BURACO (a gente trabalhava dia e noite picando legumes e cebolas) E É VINHA A ACIP PARA AJUDAR A VENDER OS CONVITES OU ARRUMAR PATROCÍNIO- ÉRAMOS UMA FAMÍLIA SÓ…todos mascates…de tudo, de roupas,móveis, comidas, eletrodomésticos e tantas outras ramificações…MAS A GENTE ERA DO TIME DA ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DE PARANAVAÍ!

A vocação de nossa Paranavaí é o comércio de varejo, um broto de indústria de roupas e a indústria de produtos oriundos da agricultura, tal qual laranja, boi, café, bigato da seda, e feito o amido que o próprio Seo Maurício Gehlen vende da Curitiba até a Praça Vermelha em Moscow!

É EMERGÊNCIA FAZER O COMÉRCIO DE PARANAVAÍ DEIXAR DE SER USADO – 1] POR NECESSIDADE PREMENTE 2] POR OPORTUNISMO.

(Ei Leitor, Leitora…se o caso é da gente de nós aprender a vender, ou reaprender, falamos nós então com Seo Maurício…as dicas serão preciosas para os que não possuem medo de dobrarem as mangas e ir a luta!!!)

Gabriel (Gagá) Esperidião Neto e Filhos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *