Crime de racismo, rmc

Pichações nazistas e racistas são flagradas em escola municipal da Grande Curitiba (vejam fotos)

(Foto: Reprodução/Facebook)

 

A imagem de uma pichação racista e nazista no muro da Escola Municipal Archelau de Almeida Torres, em Araucária, na região metropolitana de Curitiba, viralizou nas redes sociais neste fim de semana. A mensagem “Negros fedidos 14-88”, junto com o desenho de uma variação da cruz céltica, foi escrita do lado de fora do colégio, em frente ao Parque Cachoeira. A Secretaria Municipal de Obras Públicas apagou a mensagem no sábado (20), assim que recebeu a denúncia.

Ao ver a mensagem na parede, uma moradora de Araucária, que é negra, tirou uma foto e postou nas redes sociais. “Hoje passando na frente do Parque Cachoeira vi essa pichação no muro. Muitos dizem que racismo não existe e que nós negros nos vitimizamos pelo que nossos antepassados tiveram que suportar, anos e anos de escravidão, racismo, injúrias…”, escreveu ela no Facebook.

A moradora disse ainda que o sentimento diante de ler uma mensagem como essa é de muita dor. “Todos os dias passamos por isso, por um olhar diferente e inferior nos olhos, oportunidades que não são dadas aos negros não por falta de capacidade, mas sim por causa da cor da pele! Nada me diferencia de você. Deus nos fez todos imagem e semelhança dEle. Esse muro me dói, me dói porque não são só palavras, é um sentimento infundado e mesquinho de alguém que merece toda a minha pena. ‘Tudo o que plantamos, colheremos’… Deus, até quando? ”, finalizou.

Mensagem apagada

A prefeitura de Araucária apagou a frase do muro da escola ainda no sábado, quando recebeu a denúncia sobre o caso. A parede deve ser pintada novamente em breve.

A administração municipal declarou que considera repugnante qualquer tipo de ofensa nesse sentido, que vai contra a educação. Segundo a prefeitura, o racismo é combatido com ações e discussões dentro e fora da comunidade escolar.

Referência nazista

Além da frase ofendendo os negros, a pichação contém os números “14-88”, uma expressão usada predominantemente por nacionalistas brancos. O 14 se refere a dois slogans de 14 palavras criados por David Lane, membro de uma organização branco-separatista: “Devemos assegurar a existência de nosso povo e um futuro para as crianças brancas” e “Porque a beleza das mulheres brancas arianas não deve desaparecer da terra” (traduções livres).

Já o 88 pode corresponder ao ensaio ‘88 Precepts’, escrito por Lane; à oitava letra do alfabeto, H, significando ‘Heil Hitler’”; ou fazer referência a um trecho de 88 palavras do livro ‘Mein Kampf’, de Hitler.

Tanto a injúria racial, o racismo e a apologia ao nazismo são crimes no Brasil.