Denúncia

Deputados federais ganham acesso a canal exclusivo de futebol

Não é de hoje que os deputados adoram dar uma escapadinha da votação no plenário da Câmara e correr para assistir a uma partida de futebol na Sala VIP, espaço que fica próximo ao cafezinho e que eles também utilizam para fazer lanches e refeições. Mas, agora, os parlamentares ganharam um “plus”. Nas duas imensas TVs desse espaço há sinal do Premiere, canal pay-per-view da Globosat que transmite praticamente todas as partidas do Campeonato Brasileiro das séries A e B.

Na quarta-feira da semana passada (13), por exemplo, os deputados assistiam a dois jogos exclusivos desse canal: viram a derrota do Fluminense para o Santos, por 1 a 0, e o empate de 0 a 0 entre Grêmio e Sport Recife. A Gazeta do Povo registrou que o canal exibido era o Premiere. Um deleite para quem gosta de futebol.

LEIA TAMBÉM: Previdência dos deputados paga pensão a condenados por corrupção

Fonte; Gazeta do Povo

Em toda a Câmara há 706 pontos de TV por assinatura. O contrato, com a Claro, tem o custo anual de R$ 199 mil. Os dois pontos da Sala VIP são os mais “incrementados”. Além da imagem HD, há uma “grade de canais estendida”. Pelo contrato, o mínimo ali é de 195 canais, com pelo menos 50 em HD e uma programação variada que soma notícias, documentários, filmes educativos e culturais e esportes.

Todos os gabinetes dos 513 deputados contam com uma TV por assinatura, mas num modelo mais simplório, de imagem SD, mais comum. Pelo contrato, o mínimo, nesse pacote, seria de disponibilizar 70 canais, incluídos todos os abertos, a TV Câmara, TV Senado e a TV Justiça. Pelo menos um canal de jornalismo em português e um em inglês e programas de entrevistas e de notícias com foco em política e economia.

SAIBA MAIS: Cassino, show aéreo e turismo religioso: deputados viajam o mundo com nosso dinheiro

Câmara diz que contrato com operadora não prevê pay-per-view
A Câmara informou por intermédio de sua assessoria de imprensa que o contrato com a Claro não assinala fornecimento de programas no modelo pay-per-view.

“O setor responsável pela fiscalização do contrato desconhece a existência de acesso a canais pagos em quaisquer pontos de TV por assinatura na Câmara dos Deputados. Vale destacar que apenas os serviços previstos em contrato são passíveis de pagamento”, informou a Câmara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *